sexta-feira, 10 de agosto de 2007

Adormeci

Adormeci sobre o poema
subvertido pela silogística
deste fogo que me consumiu
em labaredas indomáveis
a uniformidade
sarcástica das letras rabiscadas….

Adormeci sobre a s palavras
que me queimavam os dedos
cerceando faúlhas
que devastavam
as páginas imaculadas
formando cinzas….


(foto:Andreia Reis)