terça-feira, 6 de junho de 2017

este poema

Maja Topcagic

este poema,
não pode ser só mais um poema,
nem será.
este poema é uma parte de mim em ti,
e eu estendo-a na planura do papel,
como uma mãe deita um filho no seu leito com mil cuidados e ternuras sem fim.
este poema escrevo sem letras pensadas nem procuradas,
são só as letras que lês e não entendes porque as lês,
são um paradoxo de palavras enfeitando os teus cabelos finos e macios como veludo,
que se confundem nos meus dedos entrelaçados na madrugada que caíu sobre mim e sobre nós.
este poema lembra o tempo junto ao rio,
quando eu não sabia que o rio estava perto de mim e de ti,
e que o poema nem existia na planura do papel.
por isso e por tudo o que não sei explicar e tu não irias compreender,
este não é mais um poema é só um e mais um que guardo para que o lances ao rio...



©Piedade Araújo Sol 2006-09-16
Reeditado

Etiquetas:

20 Comentários:

Blogger Elvira Carvalho disse...

Este poema não é só um poema. É uma emoção enorme transformada em palavras.
Um abraço

terça-feira, 06 junho, 2017  
Blogger Cidália Ferreira disse...

Um poema lindo demais!
Parabéns,

Bom dia Piedade.
Beijos

terça-feira, 06 junho, 2017  
Blogger Fá menor disse...

Um poema deve ser cada dia da nossa vida, na intensidade do rio que nos corre nas veias.

Beijinho

terça-feira, 06 junho, 2017  
Blogger Agostinho disse...

Gosto do teu poema, Piedade.

A poeta não diz o que diz
mas diz a verdade que sente
Acontece é que na fé
no mistério da confluência
as águas brotam e afluem
ao rio do eu tu em nós

Bj

terça-feira, 06 junho, 2017  
Blogger Marta Vinhais disse...

Não é só um poema... É muito mais que palavras soltas na madrugada...
É o rio das emoções mais profundas que corre... na alma... no coração...
Lindo...
Beijos e abraços
Marta

terça-feira, 06 junho, 2017  
Blogger Victor Barão disse...

"olhares em tons de maresia" já é todo ele poesia em si mesmo, a partir de que cada poema contido ou acrescentado é apenas uma parte que justifica e sustenta o todo

muito, mesmo muito bom, diria até excelente mais "este poema" _ Poética conjugação de palavra's e imagem

abraço poético

quarta-feira, 07 junho, 2017  
Blogger Rogerio G. V. Pereira disse...

Hoje sou rio
corrente
onde teus poemas vão fluindo

Quem lança?
Que importa!

quarta-feira, 07 junho, 2017  
Blogger Sinval Santos da Silveira disse...

Querida Poetisa, Piedade Araújo Sol !
Este poema, Ah, este poema, é simplesmente MARAVILHOSO!
Uma criação da alma, em momento de divina inspiração... Parabéns e uma ótima semana, com o meu abraço, aqui do Brasil.
Sinval.

quarta-feira, 07 junho, 2017  
Blogger Graça Pires disse...

O poema. As palavras presas à emoção. A emoção rente à memória.
Maravilhoso, Piedade.
Um beijo.

quarta-feira, 07 junho, 2017  
Blogger Mar Arável disse...

A poesia transcende as palavras
Bj

quarta-feira, 07 junho, 2017  
Blogger Majo Dutra disse...

Este poema é um maravilhoso canto lírico!
Devoção, comoção e paixão envoltas amorosamente
numa saudade muito terna e sentida...

Gostei muito, estimada poetisa.
Beijos.
~~~

quinta-feira, 08 junho, 2017  
Blogger Cadinho RoCo disse...

Tão forte quanto envolvente que sinto-me até impelido a te convidar para ida à nossa www.hellowebradio.com ... você.Vem!
Cadinho RoCo

quinta-feira, 08 junho, 2017  
Blogger Franziska disse...

Ingenioso en su forma y sincero en su concepto, para mí es un poema perfecto precisamente porque no busca perfección sino que deja escapar los sentimientos.

Saludos muy afectuosos y cordiales. Franziska

quinta-feira, 08 junho, 2017  
Blogger Jaime Portela disse...

Um poema não pode ser só mais um poema... E o teu não o é, porque é único.
Excelente, gostei imenso.
Bom fim de semana, querida amiga Piedade.
Beijo.

sexta-feira, 09 junho, 2017  
Blogger José Carlos Sant Anna disse...

E a madrugada sempre volta. E as palavras fluem como o rio, as emoções, a memória. No melhor estilo dos velhos cancioneiros...
Um bom final de semana, Piedade!

sábado, 10 junho, 2017  
Blogger Cadinho RoCo disse...

Já de volta
Cadinho RoCo

sábado, 10 junho, 2017  
Blogger Rita Sperchi disse...

Boa tarde passando para deixar um abraço
mais uma vez elogiar seus posts, e dizer
que as boas amizades sempre voltam
Bjuss de bom final de semana

└──●► *Rita!!

sábado, 10 junho, 2017  
Blogger O Árabe disse...

Belo texto, Piedade! Um poema cheio de emoção e inquietude, costurado com a magia que colocas nas palavras. Boa semana, fica bem!

segunda-feira, 12 junho, 2017  
Blogger Toninho disse...

Não é mesmo mais um poema, é o poema de arte e graça com palavras que bem definem o amor e esta vontade de infinito.Lindo demais Piedade.E que se lançado ao mar, floresce em ilhas distantes em corações ávidos de leveza e beleza do amor.
Gostei.
Bjs.

segunda-feira, 12 junho, 2017  
Blogger Ana Freire disse...

Cada poema, é sempre uma extensão da alma do poeta... em forma de dádiva... para quem o lê...
Por isso cada poema, é sempre único e especial...
Mais uma belíssima inspiração, Piedade!
Beijinhos
Ana

sábado, 01 julho, 2017  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial