terça-feira, 16 de agosto de 2016

....


Alexandra Sophie


Abraço o dia
No olhar que me espraia a visão
Sobre o mar
A areia
E o sol

Pincelo a vida na incerteza
Das cores que não ensaiei
E não me saem enérgicas
Mas apenas
Melancólicas
E algo baças

Abraço a tarde
E a esperança amorna
A solidão
Entre a carícia de um olhar
Num sentir oblíquo
De memórias

E entro na noite
Com um sorriso enigmático
Entre um sonho e um beijo
E vejo (te) ausente
Na distracção das cores
Que ainda me faltam inventar

©Piedade Araújo Sol 2016-08-16

(também pode ser lido de baixo para cima)

20 Comentários:

Blogger Cidália Ferreira disse...

Lindo o teu poema!

Beijo

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

terça-feira, 16 agosto, 2016  
Blogger Marta Vinhais disse...

Há cores baças que se tornam brilhantes, enigmáticas...
Por entre sonhos e beijos...
Lindo..
Beijos e abraços
Marta

terça-feira, 16 agosto, 2016  
Blogger VENTANA DE FOTO disse...

Hermoso poema que acompaña a una bella imagen.
Besos

terça-feira, 16 agosto, 2016  
Blogger Luis Eme disse...

E eu abraço-te e também as tuas palavras, Piedade.

terça-feira, 16 agosto, 2016  
Blogger Rogerio G. V. Pereira disse...

Poeta
Apadrinho teu poema
(des)Esperança

Serve?

quarta-feira, 17 agosto, 2016  
Blogger Agostinho disse...

Entre a dúvida e a esperança a poeta defende-se atrás de um sorriso enigmático mas o que sente em volta é um nocturno em sol menor.
Bom poema, Piedade.
Bj.

quarta-feira, 17 agosto, 2016  
Blogger Manuel Veiga disse...

debaixo para cima? ou de cima para baixo?

belo percurso poético!

gosto. sempre.

beijo

quarta-feira, 17 agosto, 2016  
Blogger (CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Lindo, lindo. lindo! Parabéns.

quarta-feira, 17 agosto, 2016  
Blogger Elvira Carvalho disse...

De um modo, ou de outro é um belo poema.
Um abraço

quinta-feira, 18 agosto, 2016  
Blogger Pedro Luso disse...

Parabéns, Piedade, por este seu belo poema. Gostei muito.
Abraço.
Pedro.

quinta-feira, 18 agosto, 2016  
Blogger Rita Freitas disse...

Muito bonito, com as cores do amor pintadas.

bjs

quinta-feira, 18 agosto, 2016  
Blogger O Árabe disse...

Belo, Piedade...em qualquer sentido que se leia! Bom fim de semana.

sexta-feira, 19 agosto, 2016  
Blogger Aleatoriamente disse...

Que lindo esse cantinho. O poema,
t u d o aqui.
Beijo moça linda!

sábado, 20 agosto, 2016  
Blogger Majo Dutra disse...

~~~~~
Muito belo, Piedade.
Cores e sentires de um Agosto ameno...
É preciso
que se vivam estes dias com esperança e intensidade,
Abraço.
~~~

domingo, 21 agosto, 2016  
Blogger Jaime Portela disse...

Belo poema, minha amiga, gostei imenso.
Como sempre, aliás.
Piedade, tem uma boa semana.
Beijo.

segunda-feira, 22 agosto, 2016  
Blogger Graça Pires disse...

Povoamos o rosto com tudo o que antecipe o percurso da esperança, neste mês de Agosto quente...
Um poema excelente, Piedade.
Uma boa semana.
Beijo.

segunda-feira, 22 agosto, 2016  
Blogger O Árabe disse...

Boa semana, Piedade; aguardo o próximo post.

segunda-feira, 22 agosto, 2016  
Blogger Toninho disse...

O final está fantástico Piedade foi de uma felicidade na inspiração das cores com os olhos perdidos de amores, que faz divagar.
Aplausos poetisa em belo uso das figuras de linguagem aqui bem inseridas.
Uma semana linda e alegre.
Bjs de paz.

segunda-feira, 22 agosto, 2016  
Blogger AC disse...

Tarefa árdua, a de inventar as cores da vida.
Belo, Piedade!

Um beijinho :)

domingo, 04 setembro, 2016  
Blogger Ana Freire disse...

Melancolia e beleza... em mais um belíssimo espraiar por aqui...
Por aqui, onde haverá sempre um universo de cores maravilhosas... inventadas e por inventar...
Beijinhos
Ana

segunda-feira, 05 setembro, 2016  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial