terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

Já o dia alvoreceu


Já o dia alvoreceu
um bálsamo a mar espreguiça-se
languidamente e
indiferente
ondulado no acaso do momento.

Pausa granjeada
enternecida e brotando
resquícios de tempos idos
e memorizados nas curvas e labirintos
indolentes da vida
recheada de surpresas e quiçá
ainda tanto para viver. 


© Piedade Araújo Sol 2015-12-22

29 Comentários:

Blogger Elvira Carvalho disse...

Me desculpe se me repito nos comentários, mas como sempre digo, tenho grande dificuldade em comentar poesia. Mas realmente gostei.
Um abraço e bom Carnaval

terça-feira, 09 fevereiro, 2016  
Blogger Agostinho disse...

No labirinto da pauta há notas que se mantêm dissimuladas na orografia da paisagem. Contudo, há uma certeza proclamada: "já o dia alvoreceu".
Bj

terça-feira, 09 fevereiro, 2016  
Blogger deep disse...

Belos, imagem e texto.

Bom descanso, se for caso disso. :)

Bj

terça-feira, 09 fevereiro, 2016  
Blogger manuela baptista disse...

quem sabe

todos os nossos dias


um abraço, Pi

terça-feira, 09 fevereiro, 2016  
Blogger Marta Vinhais disse...

E revemos a beleza do dia em memórias de outros dias e nas de hoje...
Porque nada é igual, nem mesmo o nosso olhar ao abraçar o mar....
Lindo...
Beijos e abraços
Marta

terça-feira, 09 fevereiro, 2016  
Blogger Luis Eme disse...

Belas palavras para uma Bela imagem.

abraço Piedade

terça-feira, 09 fevereiro, 2016  
Blogger Cidália Ferreira disse...

Bom dia
Maravilhoso!!! Amei

Um Bom dia de Carnaval

Beijo
http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

terça-feira, 09 fevereiro, 2016  
Blogger Mar Arável disse...

Palavras que respiram
Bj

terça-feira, 09 fevereiro, 2016  
Blogger Majo disse...

~~~
Há na aurora
que culmina surgindo o astro-rei no horizonte,
notas mágicas e magníficas de anseio por renovação...

Belo o poema
envolto no pessoalíssimo perfume, em tons de maresia...

~ Beijinhos.~
~~~~~~~~~

terça-feira, 09 fevereiro, 2016  
Blogger Rogerio G. V. Pereira disse...

Mascarado de tédio
aceito
o
espreguiçar
lânguido e indiferente
assim como
os labirintos
indolentes da vida

(aos poetas desculpo tudo
se não
o que seria da poesia?)

quarta-feira, 10 fevereiro, 2016  
Blogger MARILENE disse...

Esse espreguiçar tem uma beleza especial, quando cantado em seus versos. Lembra o ido, mas significa o que está por vir. Bjs.

quarta-feira, 10 fevereiro, 2016  
Blogger UIFPW08 disse...

Beleza não tem fronteiras ..linda foto
obrigado por visitar
Besos
Morris

quarta-feira, 10 fevereiro, 2016  
Blogger mixtu disse...

novo dia
depois de uma pausa
tanto para viver...
claro está, um dia de cada vez...
:)

quinta-feira, 11 fevereiro, 2016  
Blogger (CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Linda imagem, lindo poema. Parabéns.

sexta-feira, 12 fevereiro, 2016  
Blogger Henrique Caldeira dos Santos disse...

fotografia e poema soberbos!
como que uma alvorada na própria vida.
:)

sexta-feira, 12 fevereiro, 2016  
Blogger heretico disse...

beijo.

gostei muito deste teu belo poema

sexta-feira, 12 fevereiro, 2016  
Blogger Pedro Luso disse...

Parabéns, Piedade, pelo belo poema.
Uma boa semana.
Abraços.

sexta-feira, 12 fevereiro, 2016  
Blogger AC disse...

Gosto desse sentir, desse olhar em frente, dessa vontade de continuar a abraçar a vida...
Gostei muito, Piedade!

Um beijinho :)

sábado, 13 fevereiro, 2016  
Blogger Jaime Portela disse...

Também somos feitos de pausas, pois claro...
Excelente poema, minha querida amiga. Gostei imenso, como sempre.
Um bom fim de semana, Piedade.
Beijo.

sábado, 13 fevereiro, 2016  
Blogger Daniel C.da Silva (Lobinho) disse...

Tudo o que importa é que o dia tenha alvorecido :)

beijinho :)

sábado, 13 fevereiro, 2016  
Blogger Ana Freire disse...

Uma celebração à vida... em palavras e imagem...
E uma imagem... bela e forte... que eu penso que estará ainda mais bonita... do que uma idêntica que apreciei, há alguns dias atrás... e se não estou errada... afirmei que me parecia ideal, para a capa de um livro...
Mais uma pura maravilha... de ser apreciada por aqui, esta publicação...
Fantástico, Piedade!
Ana

sábado, 13 fevereiro, 2016  
Blogger Fê blue bird disse...

Uma foto tão bonita e um poema que se despede com esperança.
Perfeito este alvorecer !
Um beijinho e boa semana

domingo, 14 fevereiro, 2016  
Blogger Luis Coelho disse...

Gosto deste alvorecer
As manhãs que acordamos
De olhares cheios de esperanças

segunda-feira, 15 fevereiro, 2016  
Blogger Laura Ferreira disse...

que imagem tão bonita...

segunda-feira, 15 fevereiro, 2016  
Blogger O Árabe disse...

Belo, Piedade! E talvez o imprevisto da vida seja, realmente, o maior encanto de cada amanhecer. Boa semana.

segunda-feira, 15 fevereiro, 2016  
Blogger Mário Margaride disse...

Lindo poema, amiga Piedade!

Parabéns!

Votos de uma excelente semana!

Beijinhos

segunda-feira, 15 fevereiro, 2016  
Blogger Graça Pires disse...

Que posso eu dizer que não seja um silêncio articulado em tantas contradições? Tão belo o poema. Tão bela a imagem!
Beijos, minha amiga.

segunda-feira, 15 fevereiro, 2016  
Blogger Fábio Murilo disse...

Sempre há o que se ver na eterna novidade do mundo. Excelente tudo. Tua fotografia, fotografas muito bem, e a musica de fundo formando um todo harmonioso. Gostei muito, Sol.

segunda-feira, 15 fevereiro, 2016  
Blogger Jorge disse...

Magnifica esta foto...

segunda-feira, 28 março, 2016  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial