terça-feira, 6 de janeiro de 2015

em Janeiro


maszu
à memória de meu pai

morreste-me neste mês em dia primeiro de há tantos anos, e eu acho que me morres novamente em todos os meses de Janeiro que vieram depois da tua morte.
o tempo passa e atenua a dor, mas a saudades fica entranhada e presente neste e em todos os dias que se sucederam depois.
é jeito meu, talvez seja, e isso não me comanda os sentires.
sei que os barcos que faziam parte da tua vida, já não existem.
mas sei que o mar é o mesmo.
sei que a tua gargalhada já não ecoa na casa grande.
sei que tudo é uma transição,e  a vida que não é,nem nunca será nossa.
sei que morreste-me e isso ninguém pode negar.
mas que a vida seja sempre uma memória presente , porque mesmo com saudade, eu não quero esquecer-me nunca de ti.
.

 All rights reserved ©Piedade Araújo Sol 2015-01-01

29 Comentários:

Blogger ✿ chica disse...

Sensibilidade nas palavras ,expressando uma grande saudade de quem em janeiro se foi. Lindíssima foto! bjs, chica

terça-feira, 06 janeiro, 2015  
Blogger Elvira Carvalho disse...

Comungando dessa dor e dessa saudade, pois também já perdi o meu e havia entre nós uma grande comunhão de sonhos e de sentires.

Abraço grande

terça-feira, 06 janeiro, 2015  
Blogger Luis Eme disse...

bonita e comovente memória.

abraço Piedade.

terça-feira, 06 janeiro, 2015  
Blogger Nilson Barcelli disse...

Enquanto nos lembrarmos deles, os nossos entes queridos estarão vivos.
Um texto comovente.
BOM ANO, querida amiga Piedade.
Beijo.

terça-feira, 06 janeiro, 2015  
Blogger Hismindaway disse...

Que te nunca esqueças e que sorrias, que sorrias sempre com saudade e que um dia, os barcos que já não existem, quase voltem a existir... Um beijinho e um óptimo 2015... ;)

terça-feira, 06 janeiro, 2015  
Blogger Cidália Ferreira disse...

Fantástico poema!! Amei

Dia feliz, beijo

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

terça-feira, 06 janeiro, 2015  
Blogger Daniel C.da Silva (Lobinho) disse...

Pode parecer estranho o comentário, mas é assim: ohhh! que bonito!

De resto, seja um bom dia de reis, na saudade e no amor que levamos dentro e que se fará madrugada a cada dia que o queiramos renovar...

Um bom dia de reis, e claro, um belíssimo 2015 :)

terça-feira, 06 janeiro, 2015  
Blogger O Árabe disse...

... e nada existe que mais possa conservar alguém vivo, Piedade, do que a saudade! Belo texto, boa semana.

terça-feira, 06 janeiro, 2015  
Blogger Marta Vinhais disse...

Atenua-se a dor, mas sim, a saudade está sempre presente...
E há as memórias felizes....
Lindo...
Beijos e abraços
Marta

terça-feira, 06 janeiro, 2015  
Blogger Fê blue bird disse...

Palavras tão intensas como intenso será sempre o amor pelo teu pai.
Temo o dia em que esta saudade faça parte da minha vida.

beijinho comovido amiga Piedade

terça-feira, 06 janeiro, 2015  
Blogger Rogerio G. V. Pereira disse...

Para quem não se esquece
a morte não acontece
nem se sente
é como que quem partiu
estivesse sempre presente

(é sempre belo o que escreves)

terça-feira, 06 janeiro, 2015  
Anonymous Anónimo disse...

será que a dor do esquecer é maior que a dor do lembrar? sem escape, uma delas experimentamos.

terça-feira, 06 janeiro, 2015  
Blogger Agostinho disse...

A homenagem que faz ao seu pai há de deixá-lo reconfortado e orgulhoso da filha que tem.

As gaivotas que nos coalham o ar
que nos impedem de respirar
são asas de saudade que nos fazem voltar
à chama do farol. Para nos alumiar.
---
Fiz o meu Sol na sexta e editei-o perto da meia-noite. Reparei agora em coincidências "em Janeiro",que não sei explicar. Peço desculpa se avivei algum mal.

quarta-feira, 07 janeiro, 2015  
Blogger Isa Sá disse...

É sempre difícil de aceitar...nunca estamos preparados para isto...

Isabel Sá
http://brilhos-da-moda.blogspot.pt

quinta-feira, 08 janeiro, 2015  
Blogger Existe Sempre Um Lugar disse...

Bom dia, é lindo o que escreveu, entendo que seja uma homenagem a um familiar querido, se assim for, é bela e merecida.
AG

quinta-feira, 08 janeiro, 2015  
Blogger heretico disse...

beijo.

há mortes assim - permanecem saudades vivas...

quinta-feira, 08 janeiro, 2015  
Blogger Graça Pires disse...

Este texto comoveu-me, Piedade. Também eu tenho a mágoa do mês de Janeiro.
Um beijo, amiga.

quinta-feira, 08 janeiro, 2015  
Blogger Cadinho RoCo disse...

A saudade sugere sopro de vida aos nossos mortos.
Cadinho RoCo

sexta-feira, 09 janeiro, 2015  
Blogger Suzete Brainer disse...

Este sentir pleno de amor é
eterno,profundo e belo.
Comunga com o supremo mar e
o voo etéreo das gaivotas na
inscrição da saudade...

Belo e comovente,Piedade.
2015 luminoso,libertador e
poético sempre!
Beijinho.

sexta-feira, 09 janeiro, 2015  
Blogger Pérola disse...

Saudades que se espelham neste mar de palavras.

Comoveste-me,
emocionaste-me, muito.

Beijinhos

sexta-feira, 09 janeiro, 2015  
Blogger Rita Sperchi disse...

bem comovente
A imagem retrata bem as palavras
Lembrar dele acalma..

Abraços de bom final de semana

└──●► *Rita!!

sábado, 10 janeiro, 2015  
Blogger Gaby Soncini disse...

Mesmo com a saudade, nunca esquecer.

Que lindo!

Beijos!

sábado, 10 janeiro, 2015  
Blogger MARIPA disse...


Querida Pi, as pessoas que amamos muito nunca desaparecem de dentro de nós. As suas lembranças estão sempre presentes...
Tu sabes, nada é nosso, nem a noite, nem o dia nem a vida...nada nos pertence.

A tua sensibilidade e ternura comovem-me sempre.
Beijinho grande, minha doce.

domingo, 11 janeiro, 2015  
Blogger AC disse...

As telas pintadas pela saudade são imorredouras...

Um beijo, Piedade! :)

domingo, 11 janeiro, 2015  
Blogger Vanessa Palombo disse...

Olá querida amiga,

Um texto emocionante, me fez lembrar da minha tia que partiu desse plano, e que deixou em mim, uma saudade do tamanho do universo....

Bjos

domingo, 11 janeiro, 2015  
Blogger Maria Rodrigues disse...

Aqueles que amamos permanecem eternamente no nosso coração, mesmo quando já não estão fisicamente presentes. O mês de janeiro também acende ainda mais a minha saudade, pois também foi o mês em que o meu querido paizinho faleceu.
Beijinhos
Maria

domingo, 11 janeiro, 2015  
Blogger O Árabe disse...

Boa semana, Piedade. Aguardo o próximo post.

segunda-feira, 12 janeiro, 2015  
Blogger Menina Marota disse...

Nunca morre quem permanece no nosso coração.
Sensibilizada com as tuas palavras, porque me tocam profundamente.
Beijo de carinho

terça-feira, 13 janeiro, 2015  
Blogger Cristina Cebola disse...

Não! Não lhe morreu! permanece vivo no seu coração...
Bonita e sentida homenagem, que também poderia ser minha. Não em Janeiro mas em Maio...
Beijo

domingo, 25 janeiro, 2015  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial