terça-feira, 11 de setembro de 2012

Revolta





Há uma revolta grande, no canto do meu País
Existem lágrimas, mas os olhos já estão secos
E apenas se agiganta esta revolta em mutismo reprimido
Acorrentado em palavras caladas em olhares de mágoas
E desalento
Já não sei quem sou no meu País
Perdi a identidade – roubaram-ma
Como me roubam aos poucos a dignidade de ser gente
Ando por aí sem nome
Sem passado e sem futuro
Como um indigente sem pátria nem lugar
Fogem de mim memórias e pensamentos sãos
Ando assustada nas brumas dos dias
Onde a luz que ilumina a cidade grande
Deixou de ser azul e se tornou cinzenta
Em fúria de ocasos sem ocasos
Não há maior dor que aquela que se
Solta em silêncios amordaçados
Nos dias desfiados sem horizontes
.
Há uma revolta – grande – tão grande
No canto do meu País
Que nem um fado é capaz de expressar



© Piedade Araújo Sol 2012-09
-11

43 Comentários:

Blogger cores e outros amores disse...

um lindo poema que tão bem reflecte a triste e dura realidade de hoje!

terça-feira, 11 setembro, 2012  
Blogger Luis Eme disse...

sim, querem roubar-nos tudo.

temos de sair à rua e protestar.


beijinhos Piedade

terça-feira, 11 setembro, 2012  
Blogger . intemporal . disse...

.

.

. mais do que assertivo . real . e triste . muito triste .

.

. um beijo meu .

.

.

terça-feira, 11 setembro, 2012  
Blogger Rita Freitas disse...

Sem dúvida o retrato dos portugueses hoje, infelizmente.

Bjs

terça-feira, 11 setembro, 2012  
Blogger Ana Mestre disse...

Infelizmente este será o sentimento de todos nós...

terça-feira, 11 setembro, 2012  
Blogger Braulio Pereira disse...

Justiça e Liberdade já

Povo.. é hora de despertar


beijos.


terça-feira, 11 setembro, 2012  
Blogger manuela baptista disse...

e desalento

tanto desfio e fio sem pontas só nós


não perca a luz azul dos seus dias, Pi

um beijo

terça-feira, 11 setembro, 2012  
Blogger Marta disse...

Sim, já só vemos o cinzento....
Do mar em revolta....
Do céu em tormenta....
E a dor que abafa o coração....
Beijos e abraços
Marta

terça-feira, 11 setembro, 2012  
Blogger Antonio Gallobar disse...

Desencanto e desalento rimando com muito talento.

Urge alimentar essa revolta antes que o vortice nos apague...

terça-feira, 11 setembro, 2012  
Blogger Sonhadora (RosaMaria) disse...

Minha querida

Hoje passando para oferecer o meu selinho de 3 anos de blogue,uma fatia de bolo e uma taça de champanhe e agradecer o vosso carinho que foi o que me fez chegar aqui.

Um beijinho com carinho
Sonhadora

terça-feira, 11 setembro, 2012  
Anonymous Jota Effe Esse disse...

Mas não deixemos essa revolta nos destruir, cantemos o amor, e o vejamos florir! Meu beijo.

terça-feira, 11 setembro, 2012  
Blogger Braulio Pereira disse...

obrigado a ti
hoje Catalunha tanbem foi um clamor.

doce noite e feliz semana


beijos :)*

terça-feira, 11 setembro, 2012  
Blogger LUZ disse...

Não me sinto nada, assim.
Tenho um passado de que me orgulho, navegoradores ousados, gente que fez História, um presente a reconstruir-se, com muita vontade e empenho, e um futuro, que acredito, promissor.

O mundo, e Portugal faz parte dele, tem fases críticas. Lembremo-nos da Crise de 29, da guerra civil espanhola, da crise de 1383-85, do Domíno Filpino e da perda da nossa Independênncia e da queda da monarquia (não éramos nascidos, nessa altura, mas os desse tempo muito sofreram).
Biblicamente, isto é apenas, o princípio das dores.

Como Licenciada em História, sei que o mundo já passou por fases piores.

Os fados cantam desamores, ciúme, traição, e não crises sociais e políticas.

Fado, destino, vamos ter pensamento positivo.

Boa semana.
Beijos.

quarta-feira, 12 setembro, 2012  
Blogger helia disse...

Infelizmente a realidade é esta ! Mas devemos ter coragem suficiente para não nos deixarmos desfalecer e lutar por um Mundo melhor e mais justo !
Tenhamos esperança!

quarta-feira, 12 setembro, 2012  
Blogger Everson Russo disse...

Um triste e forte poema dos sentimentos interiores,,,dessa lágrima que insiste em rolar a face....beijos amiga e um belo dia pra ti

quarta-feira, 12 setembro, 2012  
Blogger O Árabe disse...

Sofro, Piedade, ao ver o que acontece em meu querido Portugal. Mais um belo texto, bom resto de semana!

quarta-feira, 12 setembro, 2012  
Blogger MARILENE disse...

Manifestou, com propriedade e beleza, seus sentimentos. Amamos a Pátria, mas os caminhos escolhidos pelos governantes podem nos levar a essa amargura. Bjs.

quarta-feira, 12 setembro, 2012  
Blogger greentea disse...

o fado canta também esta mágoa mas cantará ainda o despertar de cada um de nós para lutarmos contra o que estão a querer impor-nos como se estivéssemos com as correntes de há cinquenta anos atrás. Que falta nos faz Adriano que tão bem expressava essa luta, essa força. Ou Zeca.Rasguemos a mordaça!!

quarta-feira, 12 setembro, 2012  
Blogger Everson Russo disse...

Um belo dia pra ti minha amiga....beijos.

quinta-feira, 13 setembro, 2012  
Blogger SOL da Esteva disse...

Comungo o teu Poema.
Se não me tornasse tão (mais) triste escutar no meu íntimo esta realidade, certamente me atiraria contra as feras que nos sugam a Alma e o Corpo.
"[...]nem um fado é capaz de expressar" tão dura realidade.


Beijos


SOL

quinta-feira, 13 setembro, 2012  
Blogger Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Maravilhoso0 retrato do nosso país, Piedade.
Parabéns!

quinta-feira, 13 setembro, 2012  
Blogger Alexandra Carvalho disse...

Tão bem define o estado actual do nosso País.

Beijinhos

quinta-feira, 13 setembro, 2012  
Blogger María Eva Ruiz disse...

Hermoso poema.

Gracias por visitar mi blog y dejar su comentario.

Un abrazo,

María Eva.

quinta-feira, 13 setembro, 2012  
Blogger Daniel C.da Silva (Lobinho) disse...

Esperança. A resposta está na esperança. Para uns a revolta é porque ha austeridade; para outros a evolta é porque o anterior governo nos trouxe à bancarrota...

Esperança. Há que acreditar (sempre) no amanhã...

bjinho amigo

sexta-feira, 14 setembro, 2012  
Blogger Everson Russo disse...

Um maravilhoso final de semana pra você minha amiga querida,,,paz,,,poesias e muitas flores pra desejar um belo final de semana,,,,,beijos e beijos e obrigado pelo carinho lá no Livro.

sexta-feira, 14 setembro, 2012  
Blogger LUZ disse...

Olá Pi,

Agradeço e retribuo os seus votos de bom fim de semana.

Beijos da Luz.

sexta-feira, 14 setembro, 2012  
Blogger Canto da Boca disse...

Constatado o estado das coisas, o que é possível fazer para a mudança já, agora, sem mais esperas?


Um canto de amor à terra, cingido de beleza e raiva, cada palavra tem o poder de uma chibatada. Podia percutir em quem traiu a pátria.

Beijo, Pi!

sexta-feira, 14 setembro, 2012  
Blogger Magia da Inês disse...

¸.•°`♥✿彡✿♥`°•.¸
 ┊  ┊  ✿
 ┊  ✿
 ✿
Imensa desolação humana que vagarosamente abraça o mundo.
Bom fim de semana!!!
Beijinhos.
Brasil.

sexta-feira, 14 setembro, 2012  
Blogger DE-PROPOSITO disse...

'Como me roubam aos poucos a dignidade de ser gente'
--------------
Entendo a mágoa que nos vai arrastando. Mas, e de quem é a culpa. Creio que das pessoas que se deixaram arrastar por falinhas mansas e os puseram no pedestal.
--------
Que a felicidade 'possível' ande por aí.
Manuel

sábado, 15 setembro, 2012  
Blogger Parapeito disse...

hoje fui mais uma onda num mar de gente que indignada e resistente mostrou que esta farta ...vamos ver..se finalmente a maré muda e todos conseguimos finalmente chegar a bom porto.
brisas doces para to Sol*

sábado, 15 setembro, 2012  
Blogger . intemporal . disse...

.

.

. e hoje,,, mais.do.que.em.qualquer.dia .

.

. esta página . faz todo o sentido .

.

. mais.do.que.provado .

.

. um beijo meu .

.

.

sábado, 15 setembro, 2012  
Blogger Nilson Barcelli disse...

Essa revolta de que tão bem falas no poema, ficou bem expressa ontem, nas manifestações que aconteceram por todo o país.
O teu poema, para além de magnífico, parece que foi premonitório...
Piedade, querida amiga, tem um bom domingo e uma boa semana.
Beijo.

domingo, 16 setembro, 2012  
Blogger CamilaSB disse...

Um desalento que é seu e de todos nós...
Mas o "fado", leu as suas palavras, e foi para a rua com as guitarras expressar a «revolta« que lhe vai na alma...
Beijinho e bom Domingo, Piedade :)

domingo, 16 setembro, 2012  
Blogger Fê-blue bird disse...

Minha amiga, como a compreendo!
Um beijinhos grande e emocionado

domingo, 16 setembro, 2012  
Blogger heretico disse...

invejável poema, minha amiga.

no conteúdo e na forma!

gostei muito. mesmo muito

beijo

domingo, 16 setembro, 2012  
Blogger O Árabe disse...

Boa semana, amiga! Aguardo o proximo post.

segunda-feira, 17 setembro, 2012  
Blogger O Árabe disse...

Aguardo, amiga, o próximo post. Boa semana!

segunda-feira, 17 setembro, 2012  
Blogger Braulio Pereira disse...

olá Piedade

obrigado para ti tb feliz semana

a proxima semana estarei em Alenquer


beijos.


segunda-feira, 17 setembro, 2012  
Blogger Sónia M. disse...

Um magnifico poema, que bem retratou a triste realidade de Portugal!

Bom inicio de semana
Beijo Meu
Sónia

segunda-feira, 17 setembro, 2012  
Blogger Ricardo Miñana disse...

Hermoso y solidario poema,
siempre hay que defender las libertades.
un placer pasar por tu espacio.
feliz semana.

segunda-feira, 17 setembro, 2012  
Blogger Sonhadora (RosaMaria) disse...

Minha querida

É assim que me sinto também e tal como tu escrevi um poema...(É noite no meu País), não tão bom como o teu, mas é um grito que junto ao teu e que diz tanto da realidade que vivemos.

Deixo um beijinho com carinho e agradeço a tua presença no aniversário do meu blogue.

Sonhadora

segunda-feira, 17 setembro, 2012  
Blogger Luiz Alfredo disse...

Mas o cravo revolucionário
haverá de sangrar o caule
do Capitalismo excludente
este totalitarismo revelador
e teus poemas são baionetas
que rasgam o coração da gente
com estes versos amolados
são poemas assim
que mostram os campos devastados
que ficaram gravados nos nossos
corações de poetas revolucionários.

belo mui belo

Luiz Alfredo - poeta

sexta-feira, 21 setembro, 2012  
Blogger AC disse...

Um país é um lugar onde as pessoas respiram anseios, tristezas, alegrias...
As pessoas vão e vêm, o país fica.

Beijo :)

domingo, 30 setembro, 2012  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial