terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Um frio



Um frio brando percorre a casa. Ninguém se lembra das cortinas que cobriam as janelas. Lá fora os pássaros debicam os frutos maduros não colhidos.  Os trilhos para o regato – seco - esvaíram-se.

Ali ainda sobrevivem as paredes do moinho que outrora girou em mãos calejadas pela sorte – madrasta ou não.  E os dedos esgotados escrevem solidão nas pedras de granito gastas pelo tempo, massacradas pelo vento – agreste – eternamente.
Até as letras acabaram por tombar, decepadas com golpes de facas, lâminas que incrustam o uivo do vento no lamento da tarde.

Um frio brando goteja na memória das paredes da casa desamparada – de velha – num país de estátuas que pululam nos corredores do poder e se entranham no tempo sem tempo de ninguém e de todos – nós.

Sei dos labirintos do sol – morno - que em labaredas varre o céu, ainda e sempre azul.

Mas é um frio branco que escorre pelos dias sem o sabor da revolta, deslavrada no sal das lágrimas que se confundem com o vento em seu perpétuo lamento…
.
© Piedade Araújo Sol  2012-02-07
foto: asiasido

36 Comentários:

Blogger epee disse...

Estou no Brasil e minha estação do ano, por ser o verão, está em contraste com o poema. Mesmo assim, não me sinto em posição de desvantagem. E aí, é que acho que a poesia passa a existir, nesses encontros, casuais, ou não, que os versos, as palavras, e mesmo o clima, ainda que divergente do meu, me favorecem a experimentar.

O frio, a solidão, a memória e a saudade, prevalecem sobre a paisagem serena. Assim, como o enredo. Vai ver é isso, como se fosse possível dizer 'apenas isso'. A serenidade que envolve o poema me conforta.

E as lágrimas ["sem sabor de revolta"], um carinho, que nesse instante, ouso a lavrá-las como minhas.


¬
Um abraço, Piedade.

terça-feira, 07 fevereiro, 2012  
Blogger Marta disse...

O frio na alma é tão profundo...
Ás vezes, o Sol não chega lá e as lágrimas tornam a solidão ainda mais só...
Lindo como sempre...
Beijos e abraços
Marta

terça-feira, 07 fevereiro, 2012  
Blogger Marta disse...

O frio na alma é tão profundo...
Ás vezes, o Sol não chega lá e as lágrimas tornam a solidão ainda mais só...
Lindo como sempre...
Beijos e abraços
Marta

terça-feira, 07 fevereiro, 2012  
Blogger SOL da Esteva disse...

Sol, Querida

Meditativa e enternecedora mensagem de tempos de outrora e de agora.
Dos frios gélidos e do desconforto que nos trás.
Saudades, mesmo assim, "(...)das lágrimas que se confundem com o vento em seu perpétuo lamento..."

A meditar, Amiga, junto á lareira acesa...

Beijos

SOL da Esteva
http://acordarsonhando.blogspot.com/

terça-feira, 07 fevereiro, 2012  
Blogger Mar Arável disse...

Um texto sereno que desfaz o gelo

imposto e sugere uma leitura
à luz da vela
Muito belo

terça-feira, 07 fevereiro, 2012  
Blogger Filoxera disse...

Um tempo de recolhimento e de frio interior, embelzado por uma porta apaixonante...
Beijos.

terça-feira, 07 fevereiro, 2012  
Blogger Virgínia do Carmo disse...

Um frio tão sublimemente desconstruído...

Apetece o aconchego das palavras.

Um beijinho, Piedade

terça-feira, 07 fevereiro, 2012  
Blogger Braulio Pereira disse...

quanta ternura que nem sinto frio.

sou labareda perdido na sorte.

o lobo uivou toda a noite.


sorrimos :)*

beijos!!

terça-feira, 07 fevereiro, 2012  
Blogger Nilson Barcelli disse...

Execelente, a tua prosa poética.
Gostei imenso, Piedade.
Beijo, querida amiga.

terça-feira, 07 fevereiro, 2012  
Blogger Pena disse...

Preciosa Poetiza Amiga:
O seu gesto é puro e lindo.
Nunca a esqueci, sabe?
Que o frio da casa poeticamente sublime perpentue o seu encanto e deslumbre poético de sonhar e sonhar.
É fabulosa. Sublime e genial.
No maior respeito e estima gigantescas pelo seu maravilhoso e doce sentir de versos de fascínio.
Beijinhos amigos de pureza, como você é e significa de nmaravilhar.
Sempre a admirá-la imenso.
Agradecido pela sua ternura linda e extraordinária expressas no meu blog que adorei pela beleza de si.

pena

Bem-Haja, mágica poetiza amiga.

terça-feira, 07 fevereiro, 2012  
Blogger Ana Oliveira disse...

Piedade

Venho agradecer e retribuir o sorriso que ficou no meu blog...um sorriso aquece a alma...o ano não começou muito bem para mim mas está a recompor-se :))

Beijo grande

terça-feira, 07 fevereiro, 2012  
Blogger MARILENE disse...

O passado traz saudade quando vemos que desapareceu, aos poucos o encanto. Traz desconforto porque o presente não condiz com os nossos sonhos. E a alma de quem viveu outra época e caminha nas estradas atuais sente um frio que extrapola o do inverno.

Bjs.

terça-feira, 07 fevereiro, 2012  
Blogger Isa Lisboa disse...

Conheço algumas paredes onde "os dedos cansados escrevem solidão... Algumas delas têm pessoas dentro...
Que o sol brilhe e derreta o frio!
Gostei muito de ler!
Bjs.

terça-feira, 07 fevereiro, 2012  
Blogger Luís Coelho disse...

O frio da casa é grande e pesad, mas esse, apesar de tudo, ainda se suporta.
A contrário o frio interior é mais desagradável e difilcilmente o suportamos.

terça-feira, 07 fevereiro, 2012  
Blogger Vítor Fernandes disse...

Na calmaria do som uma leitura serena na serenidade e beleza deste texto. Uma foto bonita como legenda. Amei.

terça-feira, 07 fevereiro, 2012  
Blogger vieira calado disse...

Olá, como está?

Gostei muito do seu texto.

É de escritor!...


Bjssss

quarta-feira, 08 fevereiro, 2012  
Blogger Webston Moura - contatowebston@gmail.com disse...

Gostei do teu blog!

Sugestão: http://professorubiratandambrosio.blogspot.com/

.....................

quarta-feira, 08 fevereiro, 2012  
Blogger Rita Freitas disse...

Bonito apesar de triste.
Mas também a triteza em alguns momentos é bela.
abraço

quarta-feira, 08 fevereiro, 2012  
Anonymous Irene Alves disse...

Está muito frio sim amiga.
E há uma frieza na nossa alma
por tudo o que nos envolve.
Por tanta coisa ruim acontecendo.
É um momento triste na história
de Portugal.
Um beijinho
Irene

quarta-feira, 08 fevereiro, 2012  
Blogger Canto da Boca disse...

(ainda bem que existem frutos para alimentarem os pássaros, como um presságio de novos dias que virão!)

quinta-feira, 09 fevereiro, 2012  
Blogger Luis Eme disse...

lindo e tão real, tão nosso...

beijinhos Piedade

quinta-feira, 09 fevereiro, 2012  
Blogger sandrafofinha disse...

Oi oi oi amiga Piedade Araújo!! Espero que esteja tudo bem contigo!! Venho desejar-te uma bela quinta-feira e um bom fim-de-semana amiguinha!! Mil beijinhos!!

quinta-feira, 09 fevereiro, 2012  
Blogger BlueShell disse...

Frio, abandono, revolta, dor...tudo aqui de uma forma excelente...
Parabéns, querida
BS

sexta-feira, 10 fevereiro, 2012  
Blogger Margarida disse...

Ohhh Gosto TANTO da foto! :)

sexta-feira, 10 fevereiro, 2012  
Blogger mfc disse...

O teu olhar percorreu a casa e evocou memórias, reavivou cheiros, tacteou texturas, olhou paredes.... trazendo-nos este texto melancólico e lindo sobre um passado que não volta!
Um beijo...

sexta-feira, 10 fevereiro, 2012  
Blogger poetaeusou . . . disse...

*
Belo Post,
,
para ti !
,
No inverno bato o queijo,
sem mantas na manhã fria,
No inverno bato o queijo,
qualquer dia,
qualquer dia,
No Inverno aperto o cinto
Enquanto o vento assobia
no Inverno vou por lume
lenha verde não ardia,
No Inverno penso muito
Oh que coisas eu já via
No Inverno ganhei ódio
E juro que o não queria !
,
in-zeca Afonso.
,
quentes conchinhas, deixo .
*

sexta-feira, 10 fevereiro, 2012  
Blogger Princesa do Mar disse...

Uma prosa que enterneceu o meu coração! Adorei, simplesmente!

Um abraço de brisa marinha*

sábado, 11 fevereiro, 2012  
Blogger Fernanda disse...

Um frio que assim descrito não me faz mal.

Tudo o que um sonho precisa para ser realizado é alguém que acredite que ele possa ser realizado.

Bom fim de semana
Beijo

sábado, 11 fevereiro, 2012  
Blogger Daniel Silva (Lobinho) disse...

Belíssimo texto. Coloca-nos lá. E há poesia no texto corrido. A foto também está muito boa. Gosto de tudo o que se relacione com o campo.

Um beijo amigo

sábado, 11 fevereiro, 2012  
Blogger Sonhadora disse...

Minha querida

Memórias nostálgicas mas doces e serenas.
Como sempre adorei ler-te e deixo um beijinho com carinho.

Sonhadora

sábado, 11 fevereiro, 2012  
Blogger Daniel Aladiah disse...

Querida Pi
Imagino sempre o dia da inauguração quando deparo com ruínas ou abandonos...
Beijo
Daniel

domingo, 12 fevereiro, 2012  
Blogger O Árabe disse...

Poesia em prosa. Bela mostra de uma arte que poucos dominam! Boa semana.

segunda-feira, 13 fevereiro, 2012  
Blogger manuela baptista disse...

brando
branco

um país descortinado

e a Piedade sabe dos labirintos do sol e do céu azul

um beijo

manuela

segunda-feira, 13 fevereiro, 2012  
Blogger AC disse...

Uma terra pobre mas rica em lamentos, onde apenas enriquece o fado...

Beijo :)

domingo, 19 fevereiro, 2012  
Blogger Leslie disse...

beautiful color and texture in this photo.

terça-feira, 21 fevereiro, 2012  
Blogger silvioafonso disse...

.


Esse blog é belíssimo e a
música tem o poder do en-
cantamento.

Amei tudo o que vi, li e
ouvi.

Beijos,

silvioafonso






.

segunda-feira, 16 abril, 2012  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial