sexta-feira, 10 de agosto de 2007

Adormeci

Adormeci sobre o poema
subvertido pela silogística
deste fogo que me consumiu
em labaredas indomáveis
a uniformidade
sarcástica das letras rabiscadas….

Adormeci sobre a s palavras
que me queimavam os dedos
cerceando faúlhas
que devastavam
as páginas imaculadas
formando cinzas….


(foto:Andreia Reis)

5 Comentários:

Blogger Menina_marota disse...

Adormeceste... mas não adormeceram as tuas palavras e a tua sensibilidade...e que o teu coração continue desperto, SEMPRE!

Um abraço carinhoso e bom fim de semana ;))

sexta-feira, 10 agosto, 2007  
Blogger Cláudia disse...

Mais vale fechar os olhos ao mundo do que carrega-las infelizes e sufocados em lágrimas. Mas ambos sabemos que quem chora é o coração e não os olhos...

**

sexta-feira, 10 agosto, 2007  
Blogger Nilson Barcelli disse...

Poema intenso, onde o sentir é simultaneamente empurrado para a frente e puxado para trás. Muito bom, para variar...
Bons sonhos nesse teu dormir...
Bfs, beijinhos.

sábado, 11 agosto, 2007  
Blogger Daniel Aladiah disse...

E adormecer sabe, às vezes, tão bem...
Um beijo
Daniel

domingo, 12 agosto, 2007  
Blogger Claudia Sousa Dias disse...

Também gostei deste..

CSD

domingo, 12 agosto, 2007  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial