sábado, 29 de outubro de 2005

Chove!

Chove!
Com um olhar
seguro meu desabrigo
latente num ápice
destravo as barreiras
e despojada de nada
olho alheada
o equívoco de ser
assim
A chuva não tem cor
e eu sei que queria
uma chuva de cores
pendurada no ar
e que ao cair
se transformasse
em cristais
e que flutuasse
em mim
como este sonho
que me encandeia
me seduz
e me engana
A chuva devia ter cores

24 Comentários:

Blogger Maria do Céu Costa disse...

Está lindo!

Conseguiu a autora dar um colorido em jeito de esperança e sonho à chuva do poema, o que o torna tão belo.

...

sábado, 29 outubro, 2005  
Blogger Vivis disse...

Como seria linda as cores, e nada melho rque suas palavras para aguçar um desejo de ver uma chuva de cores.
Bijinhos

sábado, 29 outubro, 2005  
Blogger Natalie Afonseca disse...

Por vezes também gostaria que a chuva fosse colorida, e não sei porquê!! Apetecia-me...

Poema lindíssimo!

Gosto muito de a ler!!!
Bom fim-de-semana!!
Bejijinhos

sábado, 29 outubro, 2005  
Blogger Maheve disse...

As cores da chuva estão na sensibilidade de pessoas como vc que conseguem traduzir em palavras suas vontades, desejos e sentimentos.

Um abração

sábado, 29 outubro, 2005  
Blogger lena disse...

"A chuva não tem cor"
dei por mim a imaginar as cores da chuva, que cores lhe daria?
acho que a quero assim como cristal, e continuar a vê-la cai assim muitas vezes bailando com o vento
gostei mui do que aqui li, excelentes os teus poemas
voltarei mais vezes
para ti beijinhos
lena

sábado, 29 outubro, 2005  
Blogger Menina_marota disse...

Em primeiro lugar, quero agradecer a amabilidade do envio dos seus livros. Já os recebi e fiquei muito feliz por esta sua gentileza.
Sobre o poema, que dizer de palavras que conseguem dar um colorido tal à chuva?
Adorei!

Um abraço carinhoso e bom fim de semana :)

sábado, 29 outubro, 2005  
Blogger Poesia Portuguesa disse...

"...A chuva não tem cor
e eu sei que queria
uma chuva de cores
pendurada no ar
e que ao cair
se transformasse
em cristais..."

Tal como este poema é... um cristal de chuva colorida, feito de palavras mágicas...

Um abraço e bom fim de semana :)

sábado, 29 outubro, 2005  
Blogger Sophie disse...

Antes de mais, obrigada pela visita o meu blog:) Gostei muito de ler este poema...tb eu uma vez fiz um hino à chuva mas nada que se compare a este poema que cm alguém disse está lindissimo.

sábado, 29 outubro, 2005  
Blogger Betty Branco Martins disse...

Primeiro
a árvore
devolvida à
circunferência do mundo
depois

a terra
a luz
a pedra
separadas uma a uma

de seguida
a memória do lugar

a gestação do sol
o castanheiro
atravessando o dia
e
a chuva
de todas as cores
deslizando
nas folhas
caídas
num chão de outono

Beijinhos

sábado, 29 outubro, 2005  
Blogger Paula Raposo disse...

A chuva devia ter cores que nos inebriassem, e nos transportassem até onde quiséssemos! Devia ser envolvente e doce, não devia ser cinzenta e molhada...pois!! Beijinhos, bom domingo

domingo, 30 outubro, 2005  
Blogger LetrasaoAcaso disse...

A chuva tem cores, minha amiga!
A sua poesia é belissima. Atrevo-me mm a dizer que é da mais bela poesia que se vai fazendo por cá.
Um beijinho.

domingo, 30 outubro, 2005  
Blogger Nilson Barcelli disse...

A chuva pode não ter cor, mas a tua poesia é um verdadeiro arco-íris...
«...eu sei que queria uma chuva de cores pendurada no ar...».
Belíssimo.
Beijinhos

domingo, 30 outubro, 2005  
Blogger Daniel Aladiah disse...

Querida Piedade
E tem cores... se reparares bem, quando as quiseres ver, olha no meio de cada gota e verás que encerra todas as cores da alma...
Um beijo
Daniel

domingo, 30 outubro, 2005  
Blogger A.J.Faria disse...

A chuva tem cores, sim!
Tudo depende do nosso estado de espírito!
Um beijinho,

domingo, 30 outubro, 2005  
Blogger lazuli disse...

costumo passar por aqui, e deliciar-me com a beleza e qualidade das tuas poesias...

segunda-feira, 31 outubro, 2005  
Blogger Paulo Figueiredo disse...

sim, definitivamente a chuva deveria ter cores!!

segunda-feira, 31 outubro, 2005  
Blogger verdescampus disse...

Olá! Parecia que a chuva estava mesmo a transformar-se em pingas coloridas, um beijos e parabêns pela parceria com Maria do Céu Costa, um beijos

segunda-feira, 31 outubro, 2005  
Blogger Carlos Barros disse...

uma dose de cores...talvez!!

segunda-feira, 31 outubro, 2005  
Blogger Pink disse...

Belíssimo poema e linda a ideia: eu, pessoalmente, concordo que a chuva devia ter cores, sonhadora que sou!
Um beijo

segunda-feira, 31 outubro, 2005  
Blogger Cláudia disse...

E a chuva fica com outro "sabor" dito pela "voz" deste poema. Gostei mais uma vez. Beijinhos!

terça-feira, 01 novembro, 2005  
Blogger sonhos sonhados disse...

keridos Amigos

atraiçoei a palavra
por muito tempo.

regressei...
vou ver se aguento
de novo dar-lhe a mão,
sem a deixar
somente guardada
na gaveta do meu coração...

vou fazer um esforço,
porque tudo tem sido díficil.

para todos aqueles
que gostam das minhas simples mensagens
e
de mim,
um xi enorme
pela preocupação
e
pela saudade demonstrada...
que me trouxe força,
para hoje estar aqui convosco.

pensei muito antes
de o fazer...
mas vocês mereciam...
a palavra esperava...
e
eu ansiava pela coragem...
de gatinhar de novo.

jinhux létinha.

terça-feira, 01 novembro, 2005  
Blogger almaro disse...

Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

terça-feira, 01 novembro, 2005  
Blogger almaro disse...

chuva tem a (des) cor da transparência, e o colorir da fantasia, gosto da chuva com cor de pele, quando toma a cor da pele sinto-a, a diferença de uma gota de chuva e de uma lágrima, é que uma trás o sentir, e a outra leva-o coberta de sal…

terça-feira, 01 novembro, 2005  
Blogger Alexandre Narciso disse...

Estive a dar uma olhadela e devo dar-lhe os parabens pelos excelentes poemas. Votos de continuação de sucesso no mundo literario.

quarta-feira, 02 novembro, 2005  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial