terça-feira, 2 de janeiro de 2018

Véu de pranto e saudade

Andrew Wyeth
À memória do meu pai

É Janeiro!


Neste dia, hoje e sempre, é como se morresses outra vez. E outra. E mais outra.

É como se os barcos estivessem no mar, apenas porque tu não passas no cais e eles estão esperando por ti.

Gostava de acordar novamente com o eco da tua gargalhada a ressoar na casa grande e a perder-se na planície, mas sei que é impossível.

Nunca mais ouvirei a ternura da tua voz, é um facto consumado.

As memórias estão mais esbatidas, é certo, mas o silêncio e as saudades de ti, doem bem no fundo de mim.

Mas tu dizias que não me querias triste e, sabes, eu não estou triste, é apenas saudade, porque depois de tantos anos ainda me faz falta o teu abraço.

© Piedade Araújo Sol 2013-01-01

35 Comentários:

Blogger Rogerio G. V. Pereira disse...

acho que não devo comentar
mas apenas citar

aquela frase batida

"Hoje é o primeiro dia do resto da tua vida"

Beijo

terça-feira, 02 janeiro, 2018  
Blogger Elvira Carvalho disse...

Faz sempre Pi, por muitos e muitos anos que passem
Um abraço e Bom Ano

terça-feira, 02 janeiro, 2018  
Blogger Érika Oliveira disse...

Só a lembrança amorosa é que fica em nós. Que linda homenagem.

terça-feira, 02 janeiro, 2018  
Blogger LuísM Castanheira disse...

A saudade doi, mas é na memória dos que partiram deixando amor, que continuam vivos.
Linda homenagem, Amiga.
Que continue a ouvir essas gargalhadas pelo tempo fora.
Um beijo, Piedade.

terça-feira, 02 janeiro, 2018  
Blogger Ricardo- águialivre disse...

Bom dia . Quando existe essa saudade é porque que partiu fazia parte pura e intensa da vida de quem fica. Existem palavras de saudade muito bonitas. As suas são maravilhosas
.
Poema: --- Sem ti ... Melancólico Castigo ---
.
Continuação de um Ano Nove feliz.

terça-feira, 02 janeiro, 2018  
Blogger Os olhares da Gracinha! disse...

Piedade sei bem esse estado de alma!
Linda essa saudade!
belo o olhar ... bj

Eu regressei “em força”:
- dias no Porto com chuva
https://crocheteandomomentos.blogspot.pt/2018/01/olhares-no-e-do-porto.html
- uma receita bem saborosa:
https://ospetiscosdagracinha.blogspot.pt/2018/01/tarte-de-cenoura-e-coco.html

terça-feira, 02 janeiro, 2018  
Blogger Larissa Santos disse...

Muito bonito.

-
Para o segundo dia do Ano, temos: "Perambular nesta viagem da vida"
.
Bjos e 2018 em grande.


terça-feira, 02 janeiro, 2018  
Blogger Larissa Santos disse...

-
Para o segundo dia do Ano, temos: "Perambular nesta viagem da vida"
.
Bjos e 2018 em grande.

terça-feira, 02 janeiro, 2018  
Blogger Teresa Durães disse...

Um estado de alma nunca esquecido

terça-feira, 02 janeiro, 2018  
Blogger Graça Pires disse...

Comovente e belíssima homenagem à memória do seu pai, minha Amiga.
Que o Ano de 2018 seja um Ano Bom.

terça-feira, 02 janeiro, 2018  
Blogger Jose Leite disse...

Bom Ano Novo. Felicidades para 2018

terça-feira, 02 janeiro, 2018  
Blogger Jose Leite disse...

Felicidades para o ano de 2018. Alegria e vitórias.

terça-feira, 02 janeiro, 2018  
Blogger manuela baptista disse...

que falta faz...
em janeiro e nos outros meses também

a saudade é uma memória que se nos prende ao peito

um beijo, Piedade

terça-feira, 02 janeiro, 2018  
Blogger Majo Dutra disse...

Uma homenagem muito bela e emocionante.
Essa terna saudade é um tesouro que o seu pai lhe deixou.
Nem todos podem ser guardiões de tal herança...
Grande abraço, querida poetisa.
~~~~~~~~~

terça-feira, 02 janeiro, 2018  
Blogger Marta Vinhais disse...

É a saudade que espreita... os momentos que nunca morrem, porque estão guardados em nós...
Pensamos sempre que eles, os nossos Pais são eternos...
Obrigada pela visita....
Bom Ano
Beijos e abraços
Marta

terça-feira, 02 janeiro, 2018  
Blogger Mar Arável disse...

Tudo pelo melhor
Bj

terça-feira, 02 janeiro, 2018  
Blogger Cidália Ferreira disse...

Maravilhoso!!!

Beijos. Um excelente ano de 2018.

terça-feira, 02 janeiro, 2018  
Blogger Agostinho disse...

Há no silêncio uma força
que nos abraça, o a_mar
(d)os barcos que voltam ao cais.

Remos-gestos preenchem
a memória de luz da vida,
nossa, ancestral:

energia intacta, germinal:
a herança do centro.

E a outra, paralela,
paixão e sangue
(ruído que nos afoga),

é uma sucessão cronológica,
calendários de abstrações
cumulações estatísticas:

pó que não se é.
A memória é o que és!

Bj.

quarta-feira, 03 janeiro, 2018  
Blogger silvioafonso disse...

Estaria eu invejoso se tivesse
a certeza de que ele sabia da
intensidade do amor que ainda reside
nos arredores da tua alma.
Ah, como eu seria feliz se a mulher
que virou a minha cabeça também
acertasse a flecha do amor
verdadeiro na minha credibilidade.
Piedade, por favor. Não mates esse
amor, mesmo que o motivo da tua
felicidade já esteja morando na
saudade.

Um beijo e, se possível, um feliz
ano novo.

silvioafonso



.

quarta-feira, 03 janeiro, 2018  
Blogger Ana Freire disse...

Uma saudade que me é muito familiar... pois o meu partiu quando tinha doze anos... e o que me entristece... é que já não consigo recordar bem a sua voz... mas continuo a sentir que em muitas alturas da minha vida... ele está por perto...
Tocante e belíssima homenagem, Piedade!
Um beijinho grande e um abraço super apertado, neste dia... mais difícil de passar...
Ana

quarta-feira, 03 janeiro, 2018  
Blogger O Árabe disse...

Belo, Piedade; e verdadeiro! Saudade não é, necessariamente, tristeza; até porque conosco permanece a doce lembrança das pessoas que amamos! Feliz 2018; bom resto de semana.

quarta-feira, 03 janeiro, 2018  
Blogger Ontem é só Memória disse...

Espero que janeiro te traga muitas coisas boas!

Bjxxx
Ontem é só Memória | Facebook | Instagram

quarta-feira, 03 janeiro, 2018  
Blogger Fá menor disse...

Como te entendo!

Temos de atravessar os nossos desertos.

Beijinhos.

quarta-feira, 03 janeiro, 2018  
Blogger ANNA disse...

Muchas gracias por todo tus comentarios en las entradas
Besos

quarta-feira, 03 janeiro, 2018  
Blogger Rita Freitas disse...

Um feliz ano novo cheio de poesia e amor. Abraço

quinta-feira, 04 janeiro, 2018  
Blogger Jaime Portela disse...

Um texto comovente, que constitui uma sentida homenagem.
Amiga Piedade, continuação de boa semana.
Beijo.

quinta-feira, 04 janeiro, 2018  
Blogger Victor Barão disse...

Comoventes palavras. Dizem tanto!

a minha sentida empatia, por quem como a Piedade guarda este nível de recordação.

Excelente continuação de 2018

sexta-feira, 05 janeiro, 2018  
Blogger Suzete Brainer disse...

Tão lindo, lindo e comovente, Piedade!
Compreendo tanto esta saudade e
a poesia inscreve esta saudade no
modo tão belo e sublime do caminho
do coração, a evocar a alma deste
elo de amor eterno. ..
Fiquei emocionada. ..
Beijinhos.

sexta-feira, 05 janeiro, 2018  
Blogger Gil António disse...

Lindo, maravilhoso, que muito gostei de ler
.
Escrevi:: * Cai a Chuva em desejo de amor-perfeito. *
.
Deixo cumprimentos
Boa tarde.

sexta-feira, 05 janeiro, 2018  
Blogger mz disse...

As memórias esbatem-se mas o amor nunca!

Tão sentida esta saudade.

Beijinho para si Piedade Araújo e um bom Ano Novo!

sexta-feira, 05 janeiro, 2018  
Blogger AC disse...

Há abraços com um sabor inconfundível...
Essa saudade é vida, Piedade, pois há pessoas que são insubstituíveis.

Grande abraço :)

domingo, 07 janeiro, 2018  
Blogger Cadinho RoCo disse...

Siga seguindo sempre e superando o passado com o presente ao seu mais solene dispor.
Cadinho RoCo

segunda-feira, 08 janeiro, 2018  
Blogger O Profeta disse...

Já desenhei um corpo no lugar vazio do amor
Prisioneiro da inocência absurda do querer
Já sonhei com barcos sem mar
Já falei pelos olhos do ultimo sobrevivente
Já percorri o dia do encontro dos desencantados
Para te amar...
Caminheiro, caminhante sobre a espuma
Olhando por uma janela violentamente transparente
Abrindo uma passagem secreta
Para o universo das palavras simples
Sopram os ventos
Para içarmos velas
No céu uma lua feiticeira
Sabes?!
És um Ser de amor e luz
Até os teus olhos são feitos de luz
“ As estrelas fizeram os teus olhos para se verem a si próprias”
Escrevo na branca imensidão de uma folha branca o que Deus quiser
Na simplicidade do sorriso de uma flor
O teu nome

O primeiro nome de uma mulher...

doce beijo

segunda-feira, 08 janeiro, 2018  
Blogger Toninho disse...

Eu conheço desta saudade amiga e sei o que cada movimento nos trás.
Fica esta lembrança a nos balançar no colo.
Lindo este sentimento que ainda vem e faz esta remexida no coração.
Paz amiga, para quem só queria lhe ver sorrindo e belamente voce sorri para ele.
Bjs

terça-feira, 09 janeiro, 2018  
Blogger Tais Luso disse...

Serve direitinho e sob medida para minha alma, e dá uma vontade tremenda de chorar...
Beijo, querida.

domingo, 14 janeiro, 2018  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial