terça-feira, 11 de julho de 2017

e,

Alicja Bloch


um sonho escorregou e caiu
irreflectidamente na palma da mão
e uma gota de sal
ficou perdida na face

um esboço tomou contas das águas
incolores
que corriam pachorrentamente

do lado mais alto era possível ver o sol
e a luz do  reflexo
era meramente uma sombra de ti …

©Piedade Araújo Sol 2017-07-11

16 Comentários:

Blogger Fá menor disse...

Que o esboço se transforme em águas tranquilas, navegáveis.

Beijinhos

terça-feira, 11 julho, 2017  
Blogger Agostinho disse...

Pelo poema se vê que há sonhos sem luz própria. São sombras que roubam Sol. Este E vírgula abre-nos a imensidão povoada de corpos não celestes.
Bj.

terça-feira, 11 julho, 2017  
Blogger Cidália Ferreira disse...

Fantástico poema!
Adorei

Beijinhos

terça-feira, 11 julho, 2017  
Blogger Marta Vinhais disse...

Que se veja sempre o Sol....
Lindo...
Beijos e abraços
Marta

terça-feira, 11 julho, 2017  
Blogger Pedro Luso disse...

Olá Piedade.
Um belíssimo poema. Delicado poema. Parabéns.
Um abraço.
Pedro

quarta-feira, 12 julho, 2017  
Blogger José Carlos Sant Anna disse...

Entre o que se sonha
e o que se cala
vem à tona a sombra!

Belo poema, Piedade! Um frêmito de sol e sal.

Beijinhos,

quarta-feira, 12 julho, 2017  
Blogger Mar Arável disse...

Lágrimas de sal
Bj

quarta-feira, 12 julho, 2017  
Blogger Jaime Portela disse...

Belíssimo poema.
Gostei imenso, parabéns.
Piedade, um bom fim de semana.
Beijo.

quinta-feira, 13 julho, 2017  
Blogger Louraini Christmann - Lola disse...

Lindo!
Leve!
Solto!
Beeem poesia...

abraço
Lola

sexta-feira, 14 julho, 2017  
Blogger Elvira Carvalho disse...

A vida também é isso reflexos e sombras que nos deixam saudades e dor.
Um abraço e bom fim de semana

sexta-feira, 14 julho, 2017  
Blogger João Menéres disse...

Então, Piedade, porque nos não permites comentar no teu blog POESIA EM IMAGENS ?

Um beijo amigo.

sábado, 15 julho, 2017  
Blogger Raquel disse...

Lindo, expressa grande sensibilidade!

sábado, 15 julho, 2017  
Blogger Maria Rodrigues disse...

Maravilhoso poema.
Bom fim de semana
Beijinhos
Maria de
Divagar Sobre Tudo um Pouco

sábado, 15 julho, 2017  
Blogger O Árabe disse...

Verdade, Piedade! Tantas vezes, as luzes que vemos são meramente uma sombra de quem amamos! Belo post, boa semana.

segunda-feira, 17 julho, 2017  
Blogger Ana Freire disse...

Um poema belíssimo... onde a amargura de um sonho perdido... foi abordada de uma forma tão leve e elegante... contrariando o peso da natural carga emocional que sempre acompanha tal...
Maravilhoso de se apreciar, como sempre!...
Beijinhos
Ana

quinta-feira, 20 julho, 2017  
Blogger AC disse...

Há um ir que é querer ficar, há um querer ir que é partir, ousando. O caminho escreve-se de tantas formas, Piedade!

Um beijinho :)

domingo, 23 julho, 2017  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial