terça-feira, 22 de novembro de 2016

O poeta em criação


Coisa estranha essa de querer escrever sobre as águas diáfanas e cheias de transparências.
 Mas tu dizias:
-É tão fácil escrever sobre as águas…e sorrias.
Um dia tentei entender essa teoria e quedei-me quieta a olhar o mar e seu persistente marulhar.
Entendi o sol em seu beijo nas águas, entendi a lua em seu clarão nas noites mais amenas, e entendi as pinturas que se podem fazer na água.
E entendi (tarde) quando dizias que era fácil escrever sobre as águas.
E senti garatujos de saudades a sulcarem as marés e suas águas, quando por vezes calmas, outras vezes ferozes, vinham beijar a areia.
Entendi a tua teoria,
Aos poetas tudo lhe é possível.
E, nunca tive tempo de te dizer.

© Piedade Araújo Sol  2016-11-21

24 Comentários:

Blogger O Árabe disse...

Verdade, Piedade: aos poetas, tudo é possível. Felizes daqueles a quem é dado entender o sol em seu beijo nas águas, a lua em seu clarão nas noites mais amenas e as pinturas que se podem fazer nas águas. Para esses, sim, é fácil escrever sobre as águas. Belo post! Boa semana, fica bem.

terça-feira, 22 novembro, 2016  
Blogger Toninho disse...

Olhar o mar com olhos de poesia, faz cada movimento ter um encantamento especial.
É lindo Piedade olhar e viver esta mar com suas águas mutantes.
Semana maravilhosa.
Bjs

terça-feira, 22 novembro, 2016  
Blogger Elvira Carvalho disse...

Que bom seria o mundo se existisse um poeta dentro de cada homem.
Um abraço.

À margem: Piedade, gostaria de a incluir na minha galeria de poetisas. Retirei um poema seu da net. Será que me autorizava a fazê-lo? É que não sei se sabe, tenho um blogue diferente do Sexta, onde só entra a poesia no feminino. Gostava de a ter lá.
Aguardo resposta.
Um abraço

terça-feira, 22 novembro, 2016  
Blogger Marta Vinhais disse...

O mar conta-nos tantas histórias...
Tranquiliza mesmo nos dias em que se torna cinzento, violento....
Lindo...
Beijos e abraços
Marta

terça-feira, 22 novembro, 2016  
Blogger Cidália Ferreira disse...

Soberbo poema. Grande verdade! Amei

Beijo

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

terça-feira, 22 novembro, 2016  
Blogger Rui Pires - Olhar d'Ouro disse...

Sublimes palavras Piedade, adorei.
A foto é estupendamente fantástica!
Um encanto.
bjs

terça-feira, 22 novembro, 2016  
Blogger Agostinho disse...

O teu poema está feito.
Perfeito ou imperfeito
é discussão dos literatos
Aos poetas é permitida na plasticidade do barro a feição inacabada.
E quanto mais imperfeito o poeta for
melhor, digo eu:
a poesia é desconstrução!
Vê. A substância entranha-se na transparência oblíqua das águas que habita.
Estranha-se a refracção da luz,
que decomposta seduz, pelas linhas paralelas:
nelas corre a locomotiva do sonho.
Aos poetas tudo lhe é permitido
por isso se esquecem de dizer, dizendo.

E se te disser que gostei muito...

terça-feira, 22 novembro, 2016  
Blogger As Mulheres 4estacoes disse...

Algumas coisas demoram fazer sentido aos nossos olhos.
Abraço.

terça-feira, 22 novembro, 2016  
Blogger Os olhares da Gracinha! disse...

Um novo look...um belo som...um olhar lindo e um poema maravilhoso!!!
Tudo perfeito...bj

terça-feira, 22 novembro, 2016  
Blogger manuela baptista disse...

às vezes falha-nos o tempo

mas não o amor


um beijo, Piedade

quarta-feira, 23 novembro, 2016  
Blogger Suzete Brainer disse...

O olhar e o sentir poéticos transcendem o comum e trazem
a beleza da arte...
Assim, as tuas palavras e foto nesta beleza encantadora,
Piedade.

Um semana nesta luz da arte a te acompanhar!...

beijinhos.

quarta-feira, 23 novembro, 2016  
Blogger Majo Dutra disse...

Que foto espetacular!
Uma maravilha!
E o poema que inspirou
também ficou muito criativo e belo.
Excelente composição, Pi Sol.
~~~ Beijinhos ~~~~~~

quarta-feira, 23 novembro, 2016  
Blogger VENTANA DE FOTO disse...

Los poetas miran de forma distinta al resto de los mortales, si aprendemos a mirar como poetas descubriremos cuenta belleza hay escondida en las pequeñas cosas que ofrece la vida.

Besos

quinta-feira, 24 novembro, 2016  
Blogger Maria Rodrigues disse...

Para os poetas não há impossíveis, basta deixarem a alma divagar.
Beijinhos
Maria

quinta-feira, 24 novembro, 2016  
Blogger Agostinho disse...

Estive agora mesmo a alinhavar umas palavras pensando ter-me esquecido de pintar nesta praia.
Perdi os garatujos e ao voltar achei.
BFS

sexta-feira, 25 novembro, 2016  
Blogger José Carlos Sant Anna disse...

E como nunca é tarde, é dizer liricamente, emergir e escorrer sombras imensas para um banho nas águas diáfanas e transparentes da sua poética.
Beijo,

sexta-feira, 25 novembro, 2016  
Blogger Mar Arável disse...

Poetas somos todos

alguns ousam escrever
Bj

sexta-feira, 25 novembro, 2016  
Blogger AC disse...

Há um tempo para tudo, Piedade, como que acenando à nossa capacidade de entender a vida.
Belo!

Um beijinho :)

sábado, 26 novembro, 2016  
Blogger Manuel Veiga disse...

... mas todos ganhámos um belo texto.

beijo

domingo, 27 novembro, 2016  
Blogger SILO LÍRICO - Poemas, Contos, Crônicas e Outras disse...

Diga tudo ao poeta
Para com ele poetar
Tomando dele o lugar
De ser seu próprio profeta
\
Como o cara que coleta
Dados para analisar
Qual a verdade sem par
Que faz par com alma dileta.

O poeta é um sonhador
Que nada é ele e se for
Ele mesmo não é, não.

Ele é idealizador
Que vive abraçado com o amor
Que há no seu coração.

Grande abraço. Laerte (Silo).

segunda-feira, 28 novembro, 2016  
Blogger Graça Pires disse...

Escrever sobre as águas. E saber que tudo é tão breve e frágil como o próprio coração.
Belíssimo, o poema.
Uma boa semana.
beijos.

segunda-feira, 28 novembro, 2016  
Blogger LuísM Castanheira disse...

águas de que os poetas são feitos...
o tempo de olhar nem sempre é o mesmo
do de falar.
um abraço (e a este espaço)

segunda-feira, 28 novembro, 2016  
Blogger O Árabe disse...

Boa semana, Piedade. Aguardo o próximo post!

segunda-feira, 28 novembro, 2016  
Blogger Ana Freire disse...

Alguém que sabia o que dizia... e que sabia que cedo ou tarde... seria entendido...
Mais um trabalho belíssimo, revelando sensibilidade em estado puro... Adorei!
Beijinhos
Ana

quarta-feira, 07 dezembro, 2016  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial